Preservativos premium são tendência no mercado do sexo

segunda-feira, 14 de outubro de 2019 11:47:30 America/Sao_Paulo

Para incentivar o uso da camisinha, empresas têm investido em novos conceitos, ingredientes e designs elegantes.

Se em uma roda de amigos o assunto passar a ser a camisinha, ela, certamente, será mais apontada como um empecilho do que associada a prazer. É aí que o sinal vermelho se acende: o preservativo não só previne uma gravidez indesejada, mas impede a contração de diversas doenças e infecções sexualmente transmissíveis. Por conta da importância do item e do índice de DSTs subindo cada vez mais, empresas estrangeiras têm trabalhado para melhorar as impressões do consumidor sobre o produto.

Para isso, nos últimos anos as camisinhas ganharam um mercado de luxo para chamar de seu. Questões de design, principalmente da embalagem, passaram a ditar decisões dentro das empresas do segmento, para fazer com que os preservativos sejam um item atraente aos usuários. Porque, afinal, a camisinha pode – e deve – ser, além de funcional, sofisticada e atrativa.

A demanda vem, principalmente, das mulheres, que costumam ter seus interesses preteridos nesta indústria e sofrem com ingredientes que muitas vezes causam irritações e alergias na vagina.

Um exemplo da nova tendência é a Hanx, marca de preservativos britânica que, após uma pesquisa para descobrir as principais demandas das mulheres, lançou um produto que preza por sustentabilidade, aroma, higiene e finura, além de ter uma embalagem totalmente instagramável, bem clean e elegante. Por enquanto, a marca comercializa apenas na Europa.

No Brasil, quem encabeça o segmento é a Lelo, marca premium líder de produtos íntimos. As camisinhas Hex contam com uma estrutura hexagonal que, de acordo com o fabricante, permitem que o calor do corpo seja transmitido entre os parceiros, o que é sinônimo de sensibilidade, prazer e segurança. Há duas versões disponíveis: a Hex original (R$ 199 o pacote com 36 unidades) e a Hex Respect XL (R$ 116,95 o pacote com 36 unidades), feita exclusivamente para os bem dotados. E para você, como seria a camisinha ideal?

Fonte: Metropolis.com